travessias

Esportes e sucesso social na primeira aventura do Oceanman International Circuit na América

O terceiro teste no circuito reuniu 300 nadadores amadores e profissionais em uma competição seguida por milhares de espectadores.

 

 

Homem do oceano conquistar a América. A ilha de Cozumel já está listada em ouro no livro de história do circuito como o primeiro local americano para uma competição que continua a se expandir.

O cenário do mar do Caribe, o calor e a hospitalidade dos mexicanos transformaram o terceiro teste do circuito em um dia inesquecível para participantes e organizadores. Tanto é assim que Oceanman já está pensando na edição do próximo ano, na qual se pretende que a sede mexicana seja a ponte para estender o circuito por toda a América Latina.

Na seção competitiva, mais de 300 nadadores se reuniram no teste, com superioridade esmagadora dos competidores mexicanos, maioria esmagadora, onde foram encontrados alguns nadadores ilustres com passado olímpico.

No teste de 10 km, realizado na direção norte da ilha, Fernando Betanzos, de Quintana Roo, venceu com 2:14:02, seguido por José Luis Prado, de Yucatán, e César Corona, de Querétaro. Nas mulheres, a vitória foi para o prestigiado triatleta mexicano Anahí León, de Veracruz, com um tempo de 2: 43:39, seguido por Patricia Kohlmann, (Cidade do México), quase 12 minutos, e Ruth Nivon (Quintana Roo).

Na categoria Half Oceanman, o vencedor masculino foi Jovany Beltrán, de Yucatán, com o tempo de 1:13:10. Mais de três minutos depois, Rodrigo de los Cabos Mancebo, de Hidalgo, entrou no gol, e a terceira colocação foi para Darío Contreras, também de Yucatán. No feminino, a vitória foi de Jessica Luna, da Edo, do México, com o tempo de 1:19:44, seguida por mais de cinco minutos de Alejandra Patron e Adriana Patron, ambas de Yucatan.

Também houve uma competição popular de 1,5 km, que reuniu jovens e veteranos ansiosos para compartilhar a experiência do Oceanman em um ambiente privilegiado como o oferecido pela ilha de Cozumel.

A competição contou com a presença das primeiras autoridades da área, como o presidente municipal, Fredy Marrufo, encarregado de iniciar os testes, o diretor de esportes e serviços para jovens, Erick Villanueva, e o embaixador do esporte, Carla Moo.

No final da competição, Fermín Egido, diretor da competição, garantiu que Oceanman retornaria aos Estados Unidos no próximo ano com a firme intenção de se perpetuar. "Cozumel é a ponta de lança de um projeto para se espalhar por toda a América Latina e levar a experiência do Oceanman a mais e mais cantos do mundo", disse ele.

Os dez primeiros colocados nos eventos Oceanman e Half Oceanman em Cozumel, tanto em homens quanto em mulheres, alcançaram a classificação automática para a final do circuito, que será realizada no dia 16 de outubro em Benidorm, onde títulos mundiais em cada uma das categorias.

Após a competição realizada em Cozumel, o circuito retornará à Espanha para mergulhar nas águas da ilha de Tabarca (11 de setembro), outro enclave privilegiado e reserva natural no Mediterrâneo.  

Calendário:

  • Ilha de Tabarca, 11 de setembro
  • Benidorm, 16 de outubro

 

Site: www.oceanman.net

Publicações Relacionadas

Botão Voltar ao topo