• Passeio de bicicleta em Lanzarote
  • BANNER ZOGGS PREDADOR 4
  • Passeio de bicicleta em Lanzarote

Javier Gómez Noya e Helene Alberdi vencem o OTSO vi half gasteiz 2024

A edição 2024 do OTSO vi half gasteiz começou pontualmente às 12h30 em um ambiente espetacular.

 O galego, medalhista olímpico e pentacampeão mundial Javier Gómez Noya, bem como a campeã europeia de distância em 2022, nascida em Bilbao, Helene Alberdi, tiveram um bom desempenho, as previsões prevaleceram em um OTSO vi half gasteiz que mais uma vez definiu o foco do triatlo na capital Álava.

Primeiro largou a categoria masculina e três minutos depois as femininas o fizeram, saltando do Parque Garaio nas águas do Ullibarri-Gamboa para completar os 1900 metros de natação.

Neste setor, Gómez Noya marcou a melhor parcial e assumiu as rédeas e a liderança da prova que não abandonaria até ao final.

O novo vencedor parou o cronômetro no tempo final de 3 horas, 41 minutos e 44 segundos, o que lhe deu uma vantagem confortável e difícil de pouco menos de 7 minutos sobre o segundo colocado.

O valenciano Emilio Aguayo, Campeão nacional de fundo em 2023 voltou a subir a um pódio de prestígio, deixando para trás uma série de lesões que o levaram a ser operado no início do ano.

O terceiro lugar foi para Joanes Goitisolo que parou o cronômetro em 3 horas, 54 minutos e 53 segundos para completar uma corrida espetacular na qual demonstrou grande preparo físico.

Nas fêmeas foi Helene Alberdi que dominou a prova, saindo com ampla vantagem sobre Ruth Brito e Chloe Nicolas e assim iniciou uma grande atuação da bilbaense que a levaria à vitória na linha de chegada desta terceira edição do OTSO vi half gasteiz após uma autêntica exibição em sua primeira participação na prova. Alberdi completou a prova com um tempo final de 4 horas, 16 minutos e 33 segundos.

Rute Brito Entrou na segunda posição, completando assim o seu terceiro pódio na prova nas três edições realizadas com o recorde de 4 horas, 20 minutos e 18 segundos, sendo a única atleta a atingir este marco na história do OTSO vi half gasteiz.

Completando o pódio feminino estavam os triatletas franceses baseados em Valência Chloe Nicholas, a pouco mais de 1 minuto da segunda praça.

Neste cenário, e numa cidade dedicada ao OTSO, vi meio gasteiz e os seus participantes, tanto participantes, organização, patrocinadores e instituições concordaram em classificar a prova como um sucesso retumbante.

Uma edição que sem dúvida certifica este evento como um dos locais de peregrinação dos amantes do desporto em geral e do triatlo em particular, graças, como comentaram os seus organizadores, “ao excelente trabalho dos mais de 400 voluntários e à colaboração e confiança de os participantes."

Botão Voltar ao topo