• Passeio de bicicleta em Lanzarote
  • BANNER ZOGGS PREDADOR 4
  • Passeio de bicicleta em Lanzarote

Javier Gómez Noya já pensa em "Ironman" para 2018

"Eu planejo focar em longa distância no próximo ano, porque se eu quiser ir para o Havaí, não devo esperar muito".

O jornal La voz de Galicia entrevistou o 5 vezes campeão do mundo Javier Gómez Noya onde ele comentou sobre sua ideia de focar em longa distância em 2018. “-A idéia é priorizar a longa distância, mesmo se você fizer outras corridas. E então vamos ver se eu gosto. Agora eu posso fazer o que eu sinto. Muita gente quer que eu percorra longas distâncias, outras querem que eu vá aos Jogos ... Você não pode fazer todo mundo feliz. " comentou na entrevista.

Javier Gómez Noya participará no dia 9 de setembro no Campeonato Mundial de Ironman 70.3 em Chattanooga, onde buscará sua segunda Copa do Mundo, descartando sua participação na penúltima nomeação da Série Mundial de Estocolmo para lutar pela sua sexta Copa do Mundo no Grande Final de Roterdã , onde vai depender do resultado de Mario mola.

Estas são algumas das perguntas da entrevista.

-Agora seu maior rival é Mola, mas eles são amigos.

-Em Montreal, saímos para treinar juntos antes da corrida e conversamos sobre treinar juntos no final da temporada ou fazer uma viagem no final da temporada. Com Mario, eu tenho não apenas um relacionamento com colegas de equipe, mas também uma amizade.

-Você precisa andar de bicicleta na final de Roterdã para poder deixar vários lugares para trás e ser campeão mundial.

-Se ele jogar bem suas cartas, é muito difícil. Talvez eu tenha que vencer a final e ele nem sequer é o sexto. Se ele anda de bicicleta para correr, acaba caçando muitos e vale a pena ser o quarto ou o terceiro. Teremos que tentar espremer o que pudermos e ver como ele responde.

-Nenhum homem ganhou a Coroa Tripla por enquanto.

-É um prêmio apetitoso com corridas de média distância de alto nível. Mas eu nem estou no meio do caminho. Ganhei o primeiro, mas sei que o mais difícil é a Copa do Mundo.

-Depois de vencer em Montreal, custou-lhe mais desistir de Estocolmo?

Sim, mas tenho pouco a ganhar lá. Vou para a final para tentar ganhar e obter o décimo pódio mundial da minha carreira e, se Mario falhar, aproveite a oportunidade também. Decidi me concentrar na Copa do Mundo 70.3, que me interessa e me deixa empolgado.

-Faça dois testes muito diferentes em seis dias.

-Sim, eu fiz o contrário, e me senti bem, mas você nunca sabe como o corpo responderá. Não é a preparação ideal para a final de Roterdã. Mas eu priorizo ​​o 70.3 e depois vamos ver o que sai.

 Você pode ler a entrevista completa neste link

Foto Instagram @tzaferes

Patrocinado por:

Santini Triathlon

A SANTINI nasceu com o objetivo de oferecer roupas únicas para atletas apaixonados por ciclismo e triatlo. Desfrute de uma experiência única no conforto ao usar roupas com estilo exclusivo e a máxima tecnologia que garantem um maior desempenho. Peças únicas desenhadas por e para o Triatleta.

Botão Voltar ao topo